Blog

Últimos posts

Mães, o empreendedorismo pode ser a saída!

Sabe aquele gosto por empreendedorismo junto a vontade de revolucionar o mundo com o seu próprio negócio e o amor incondicional pelos seus filhos? Você sabia que é possível conciliar os dois?

Nós sabemos da importância do sentimento de realização para a saúde mental, seja construindo a casa própria, planejando uma viagem ou abrindo sua empresa, por exemplo. Por isso, estamos aqui para ajudar você a fazer o que sempre quis, sem deixar nada de lado!

O empreendedorismo feminino é um movimento cada vez mais pautado na sociedade, isso devido à sua importância. Mulheres à frente de empresas auxiliam a promover novos modos de fazer negócios, além de reduzir a desigualdade social no ambiente de trabalho.

Porém, muitas vezes, a maternidade pode se tornar mais um obstáculo na hora de colocar o grande sonho em prática. Por isso, trouxemos alguns relatos para inspirar você a abrir seu próprio negócio e se aproximar ainda mais dos seus filhos! 

Laura López

Laura, ex-diretora de comércio, estava dividida entre a sua carreira e seu filho recém-nascido, mas, como se preocupava com o pequeno, matriculou ele, com poucos dias de vida, em uma creche.

Segundo Laura, ela se sentia muito mal em relação ao trabalho e à maternidade, já que não pôde aproveitar os primeiros 5 anos dessa fase.

Sendo assim, a ex-diretora de comércio decidiu deixar seu cargo para começar uma nova vida. Agora, como empreendedora, conseguiu ter mais tempo livre com os seus filhos. 

Junto a uma sócia, elas abriram um salão de belezas que, em pouco tempo, se tornou uma franquia com mais de 60 unidades no Brasil e Bolívia. 

Estefânia Garutti

Sendo uma empreendedora nata, Estefânia se dedicava tanto aos negócios com o marido que sentiu a necessidade de contratar uma babá para cuidar de seus filhos, os quais passaram a ter menos contato com a mãe. Porém, com o início da quarentena da Covid-19, ela precisou dispensar a babá, já que não havia ônibus disponível. 

Com isso, a empreendedora e seu marido, adaptaram o escritório para que os pequenos pudessem ficar mais próximos.

Estefânia aconselha as mães que querem seguir esse mesmo caminho para estudarem as possibilidades e entenderem que, no início, não será fácil, mas terá suas recompensas.

Paula Takahashi

Unindo a vontade de ficar próximo aos filhos e o próprio negócio, Paula começou a empreender devido à dificuldade de encontrar brinquedos de madeira.

Além de fazer com que as crianças testassem o que produzia, a empresária notou maior proximidade com elas, pela possibilidade de entrar em contato com seus clientes no momento em que os filhos dormiam ou, até mesmo, por tirar um tempo para um lanche da tarde em família. 

Além dessas inspirações incríveis, preparamos DUAS dicas extras para que o seu negócio seja um sucesso!

1. Sem pressão

Por ser uma nova fase da sua vida, com responsabilidades a mais, não se pressione para dar tudo certo logo de início. É comum que os objetivos sejam realizados de maneira mais lenta. O importante é ter foco e planejamento, assim, fica mais fácil ir em direção ao que você deseja alcançar.

Uma forma de tornar esse caminho mais fácil, é se perguntar sobre o que você pode fazer para ficar mais perto do seu sonho.

2. Busque apoio

Conversar com mulheres com uma rotina parecida com a sua pode deixar esse processo mais leve e descontraído. Que tal conhecer grupos de empreendedoras da sua região ou plataformas apoiadoras da causa? Sugerimos a B2Mamy, Núcleo de Mulheres Empreendedoras das ACIJ e Rede Mulher Empreendedora.

Agora que você já está mais familiarizada com o assunto, o que acha de acompanhar nossa página no LinkedIn? Semanalmente, postaremos conteúdos relacionados a investimentos, negócios e empreendedorismo para ajudar você a dar o primeiro passo. Para não perder nada, é só clicar aqui e seguir a gente!

×
Olá. Como posso ajudar?
Boleto Bancário